Bastidores

25/09/2018 as 08:55

Aí tem!

Lula, que é Lula, ex-presidente da República, um inocente, a alma mais honesta do Brasil, mas condenado a doze anos de prisão, não foi autorizado a dar entrevista. Adélio Bispo, preso em flagrante depois de tentar matar Jair Bolsonaro, líder das pesquisas de intenção de voto na corrida presidencial, vai dar duas entrevistas esta semana, uma ao SBT, outra à revista Veja. Depois disso, na antevéspera da eleição, a PF promete esclarecer o porquê do atentado ao presidenciável.

24/09/2018 as 08:36

Recaída

'Tiraram o direito de escolha do povo em votar em mim, mas eu digo, os candidatos que me representam: Junior Mochi, Senador Moka e Delcídio do Amaral. Votando nesses candidatos, vocês estarão defendendo o meu legado e meu nome'. André Puccinelli, direto da cela, numa mensagem no Facebook neste domingo. Vitimas, em pleitos anteriores, da enrustida paixonite do ex-governador pelo senador cassado, Murilo Zauith e Nelsinho Trad devem estar se sentindo aliviados.

22/09/2018 as 08:08

Contraplano

Petardos provocados pelo inquérito aberto esta semana pela 16ª Promotoria de Justiça para investigar irregularidades na contratação da produtora de vídeo que durante muito tempo deu banho de luz nos vereadores douradenses podem atravessar os cada vez mais vulneráveis paredões do Palácio Jaguaribe e atingirem o entorno da fortaleza que é o gabinete de Délia Razuk. Tudo por conta do aproveitamento de apaniguados da antiga presidência do legislativo pelo atual executivo.

21/09/2018 as 09:37

Acredite, se quiser

“Dá uma geral, faz um defumador, enche a casa de flor, porque eu estou voltando...”. O senador cassado Delcídio do Amaral deveria ter escolhido outro trecho do sucesso da cantora Simone, para a capa de sua Fanpage, nessa sua tentativa de retorno. Aquele que diz “põe meia dúzia de Brahma pra gelar...”. Combinaria com o hit do momento, de Bezerra da Silva, diante de sua conclusão de que “com a bebedeira e a discussão(...) se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão...”

20/09/2018 as 10:00

Laranjal

Além de tentar se livrar da acusação de fornecimento de notas frias à JBS, causa de sua recente prisão pela Polícia Federal, o deputado Zé Teixeira pode ser convidado a explicar em juízo, em audiência marcada para antes das eleições, o envolvimento de sua família com o grupo criminoso Campina Verde. Mais especificamente, suas relações com a CAED Armazéns Gerais, antiga Teixeira Comércio de Cereais, ainda funcionando em nome de seu filho Nilson Roberto Teixeira.

19/09/2018 as 15:03

E dá-lhe Rola!

Ou o deputado Paulo Siufi não captou a mensagem ou está se fazendo de desentendido. Duplamente desentendido, aliás. Primeiro defendendo bravamente a Assembleia dos insultos que viraram chacota nacional. Depois, na ilusão de agradar as funcionárias da Casa, dizendo que elas estão se sentindo ofendidas ante a ameaça de um candidato a deputado estadual que promete “Rola na Assembleia”. Rola, no caso, é apenas o inusitado apelido do indigitado pretendente a um das vagas.

19/09/2018 as 11:17

Espelho meu

O deputado Zé Teixeira não poderia ter sido mais infeliz na tentativa de explicar sua prisão pela Polícia Federal, na semana passada. Visivelmente abatido, mas garantindo que o episódio não abala seu mandato, ele usou a tribuna da Assembleia na manhã de hoje para se comparar a alguns dos “injustiçados” mais emblemáticos da política nacional. Citando Collor de Melo, Lula, Renan Calheiros e Delcídio do Amaral, reafirmou que mantém sua candidatura a reeleição.

19/09/2018 as 07:25

Orgulho ferido

“Ajudei adversários, aliados ao longo de meus mandatos, estendi a mão sempre. Não fiz política com ranço, com perseguição ou ameaça”. Delcídio do Amaral, sonhando voltar ao Senado, em matéria no Correio do Estado cujo, título, entre aspas, é: “Vou atrapalhar muita gente”. Imagina se tivesse feito política com ranço! Atrapalha nada, e se sair candidato, como diz um jornalista contador de piadas, “vai ter só o voto do Antônio João”, do mesmo Correio.

18/09/2018 as 09:24

Credibilidade zero!

Não vai muito longe o tempo em que antes de serem tabulados e registrados na Justiça Eleitoral os números de conhecido Instituto de Pesquisas eram submetidos a respeitado cacique político com assento vitalício no Parque dos Poderes. Hoje este privilégio é de um jovem prefeito de um tradicionalíssimo clã eleitoreiro do estado. Uma mexidinha aqui, outra ali. Tira de um põe pra outro, e está montada a farsa! Daí a depressão, e a derrocada, quando chega a verdade das urnas.

18/09/2018 as 08:18

O “retorno” de Delcídio

“Aos 45 do segundo tempo”. Assim o senador cassado Delcídio do Amaral anunciou ao blog do jornalista Dante Filho ontem à noite o registro de sua candidatura ao Senado. Mas, ele ainda fica no aguardo do deferimento do pedido. Daí as aspas no retorno, no título, já que Delcídio, como delator da Lava Jato tem muito ainda o que explicar à Justiça, sem contar as pendências por seu envolvimento na escandalosa compra da Usina de Pasadena, nos Estados Unidos, pela Petrobrás.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 - 37
 

Canais

Valfrido Silva
Artigos
Geral
Entrevistas
Roda do Tempo
Bastidores

Expediente

Contato
Anuncie