Bastidores

22/03/2019 as 08:17

Matraca

Depois de fazer o triste papel de bobo da Corte durante o governo transitório do agora presidiário Michel Temer, o preposto de André Puccinelli, Carlos Marun, não perde a oportunidade de defender o ex-chefe, dizendo que a prisão é desnecessária – “mais um triste caso de exibicionismo no judiciário”. Alguém precisa avisar ao guasca emedebista que a sinecura dada a ele por Bolsonaro (a pedido de Temer) na Itaipu binacional não lhe dá direito a foro privilegiado.

21/03/2019 as 08:21

Picaretagem

Uma pena que o nome do jurista e deputado, trabalhista histórico, Nelson Trad tenha sido escolhido para dar ares de seriedade a uma das mais antigas picaretagens promovidas no estado, resultado de compadrio entre 'profissionais' da mídia e setores da política estadual – os tais destaques disso ou daquilo. Desta vez a União das Câmaras de Vereadores do MS entrou na dança com uma 'empresa' de marketing. Já passou da hora de o tão zeloso Ministério Público começar a investigar...

19/03/2019 as 09:19

Deslizada final

Para o ex-governador André Puccinelli tanto faz como tanto fez a condenação de seu preposto Edson Girotto na Lama Asfáltica. A vaca já foi pro brejo mesmo! O que não se pode dizer de seu pupilo Nelsinho Trad. É que, agora, como senador bolsonarista – ainda mais depois de apertar a mão de Trump, na Casa Branca – o ex-prefeito da capital anda todo refestelado falando em suceder a Reinaldo Azambuja. Muquirana notório, como fazer campanha sem um operador do porte de Girotto?

18/03/2019 as 14:41

Demos “impossíveis”

O Mato Grosso do Sul pode emplacar mais um ministro no governo Bolsonaro. Para completar, mais um ministro do DEM. Impossível? De jeito nenhum! Com o colombiano Vélez Rodríguez na corda bamba no Ministério da Educação, por pressão de Olavo de Carvalho, o guru canastrão do presidente, vários nomes começaram a ser ventilados, entre eles o do ex-ministro Mendonça Filho e do secretário executivo do MEC ao seu tempo e ministro interino, o douradense Henrique Sartori.

15/03/2019 as 09:35

Pela culatra

A menos que o Ministério Público apresente provas robustas, irrefutáveis, a prisão do tesoureiro da prefeitura, Jorge Rodrigues de Castro, na terceira fase da Operação Pregão, pode representar um revés nas investigações e colocar em dúvida o trabalho comandado pelo promotor Ricardo Rotunno. “Seu Jorge” é um dos mais antigos servidores municipais e tido como o mais “chato” deles, exatamente pelo rigor com que conduz seu trabalho, principalmente pagamentos de fornecedores.

14/03/2019 as 10:21

Cobras criadas

Não bastassem as surucucus que insiste em manter em seu gabinete, agora a prefeita Délia Razuk tem que se cuidar também com as cobras que 'passeiam' pelo pátio da prefeitura e adjacências. No dia em que mais uma visitinha dos homens de preto do promotor Ricardo Rotunno faz estremecerem mais uma vez as estruturas da city hall o Douranews mostra uma bitela de uma jibóia se refestelando no pátio da Secretaria de Educação.

13/03/2019 as 09:02

Desafogado

A possibilidade de Reinaldo Azambuja assumir a presidência regional do PSDB, aventada hoje pela imprensa da capital, é um sinal de que a área está limpa, como corre na rádio peão, e que o governador se livrou, mesmo, dos pepinos jurídicos relacionados à JBS. Sinal também de que vai tocar seu projeto político, disputando o Senado em 2020, o que dá ao vice Murilo Zauith a possibilidade de, também, tocar seu projeto político majoritário.

12/03/2019 as 08:34

Corporativismo

Anotem esses nomes: Júnior Rodrigues e Romualdo Ramin. São os presidentes das comissões especiais da câmara municipal que pediram ontem o arquivamento dos processos de cassação dos mandatos dos colegas Idenor Machado e Denise Portolann, presos, acusados de corrupção. Nem aí para a opinião pública, Júnior Rodrigues ainda teve o desplante de dizer que não podem julgar com base em matérias da imprensa, como se fôssemos um bando de irresponsáveis.

11/03/2019 as 12:37

Sapatada

Bom lembrar, a propósito do reinício dos trabalhos da Câmara Municipal, a partir de hoje, quando começam a ser apresentados os relatórios dos processos de cassação dos vereadores envolvidos em esquemas de corrupção, a primeira sessão ordinária após a Operação Uragano, em 2010. Naquela ocasião, Aurélio Bonato, um dos envolvidos com a quadrilha, que conseguiu sair primeiro da cadeia, tentou reabrir a sessão e foi atingido por um mocassim chulezento na cabeça.

08/03/2019 as 10:05

Os três patetas

Patético, para dizer o mínimo, a live do presidente Bolsonaro ontem com dois de seus generais – Augusto Heleno, do GSI, e o porta-voz Rêgo Barros – para tentar justificar aquela história de que democracia só funciona com aval das Forças Armadas. Não tem como não lembrar os três Patetas (Lira Tavares, Augusto Rademaker e Márcio Souza Melo), como o velho Ulysses Guimarães chamava a junta governativa que assumiu o poder provisoriamente quando da morte do presidente Costa e Silva.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 - 34
 

Canais

Valfrido Silva
Artigos
Geral
Entrevistas
Roda do Tempo
Bastidores

Expediente

Contato
Anuncie