Matraca

Depois de fazer o triste papel de bobo da Corte durante o governo transitório do agora presidiário Michel Temer, o preposto de André Puccinelli, Carlos Marun, não perde a oportunidade de defender o ex-chefe, dizendo que a prisão é desnecessária – “mais um triste caso de exibicionismo no judiciário”. Alguém precisa avisar ao guasca emedebista que a sinecura dada a ele por Bolsonaro (a pedido de Temer) na Itaipu binacional não lhe dá direito a foro privilegiado.


22/03/2019 as 08:06 - Crônica de uma prisão anunciada

Três meses após deixar o cargo máximo do Executivo federal, o ex-presidente Michel Temer foi alvo da Operação Lava-Jato. Acusado de chefiar uma organização criminosa especializada em fraudar contratos públicos, ele foi detido por policiais federais em São Paulo. O Ministério Público Federal (MPF) afirma que Temer usou sua influência e o poder concedido pelos cargos públicos que ocupou nos últimos 40 anos para favorecer empresas e receber propina por meio de um complexo esquema criminoso...

 
 
Nenhuma página cadastrada nessa seção.
 
 
 
 
 
 
 
 

Canais

Valfrido Silva
Artigos
Geral
Entrevistas
Roda do Tempo
Bastidores

Expediente

Contato
Anuncie